Cidade

Desorganização gera tumulto em local de vacinação contra a Covid-19 em Araxá

A falta de orientação gerou revolta nas filas, a Polícia Militar chegou a ser acionada para conter a situação que se resolveu após esclarecimentos da Prefeitura.

Mudanças nos critérios de vacinação de trabalhadores do transporte gerou confusão no local de aplicação do imunizante contra covid-19 na tarde desta terça-feira (29). Após terem o recebimento da primeira dose recusado por não se enquadrarem nas exigências da Prefeitura de Araxá, alguns motoristas do setor se revoltaram e ameaçaram invadir o local de vacinação. A Polícia Militar precisou ser acionada para controlar a situação.

A confusão começou por volta das 13h, quando alguns motoristas foram barrados por irregularidades nos documentos exigidos pela prefeitura. Segundo o motorista Leonardo Cesar de Paula, em sua empresa empregadora não possui o cargo de motorista, mas sim operador de tráfego. Ele opera em sua atividade veículos leves e caminhões pipa.

Outro motorista de caminhão que se identificou como Paulo Pedro, alegou que a prefeitura mudou os critérios no decorrer da vacinação. “Chegamos aqui 7h da manhã e até às 11h30 funcionou normal (…). A partir de 11h30 mudaram a regra do jogo, disse que pessoal que trabalhava no mosaic, cbmm ou terceiros que na carteira de habilitação deles consta como operadores não vão ser mais vacinados. Aí tumultuou tudo”, disse.

A aplicação das doses chegou a ser paralisada por uma hora. O assessor de atenção básica, Nilton Ribeiro, esteve no local e reconheceu a falha na comunicação e fiscalização das aplicações anteriores. “Passaram pra nós que nós deveríamos seguir com mais critérios esta fase dos trabalhadores do transporte, visto que o público que já é imunizado pela influenza é bem inferior ao que já havia vacinado por Covid”, indica Nilton relatando uma inflação populacional no setor, apontada pela Superintendência Regional de Saúde.

Os diversos desentendimentos e a falta de informação gerou uma revolta no local. A Polícia Militar chegou a ser acionada para manter a ordem do local, mas após esclarecimentos a situação foi contida. Aos motoristas foi explicado que serão vacinados somente trabalhadores das empresas Viação Andrade, Vera Cruz e Gontijo. Para estas empresas foram contemplados todos que possuem vínculos empregatícios, incluindo cargos administrativos. Ainda de acordo com Nilton, caso seja caminhoneiro, o trabalhador tem que comprovar atividade com carga rodoviária, vínculo com a empresa do segmento ou autonomia.

Um dos motoristas, Thiago Silva, que teve o recebimento do imunizante negado, lamentou a falta de compromisso da prefeitura de Araxá. “No último minuto, depois que todo mundo já estava na fila e já havia inclusive passado por duas triagens, foi nos avisados que não temos prioridade. A convocação partiu da prefeitura, as empresas nos obrigaram a vir, inclusive fornecendo documentação e tudo e chegou aqui realmente foi uma palhaçada”, relatou.

Fonte: Portal Imbiara de Comunicações
Fotos: Fernanda Marques/Portal Imbiara

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo